22 de outubro de 2009

Depois da tempestade


Ha quase uma década atrás conheci um ser que me chacoalhava pelos ombros e me dizia:
É trabalho, vaí lá e faz a tua parte e só!
Só faltava me estapear quando eu precisava desabafar porque meu dia tinha sido complicado!

Daí com o passar do tempo descobri que existem duas classes trabalhistas:
a) As que entendem de números: a hora de bater o cartão: na entrada/ saída e o dia do pagamento/vale;
b) As que realmente fazem além: realizam suas tarefas e estão preocupadas em não deixar a empresa seguir ladeira abaixo.
Ok! Você vai me dizer que uma andorinhazinha não vai puxar o freio para não descer a ladeira!

Mas veja bem... (não vêm enrolação não!), cabe a cada um fazer a sua parte e importar-se com cada clips jogado pelo chão, cada luz deixada acesa, cada torneira largada pingando.
Não dá para ignorar: EU não consigo, me desculpe!

Essa parte eu faço.
Agora o grande desafio é bem outro e já vai quase uma década que causa calos nos meus dedinhos mínimos (também causados pelo uso de sapatos por mais de 10 horas).
O que me causa eczema, deixa meu cabelo de mal comigo, faz minha pressão arterial não ser normal é o não-exercício da expressão verbal!

Está certo, isso acontece nas maiores e menores empresas (lembro-me do micro empresário do carrinho de pastel, que desistiu do ramo por falta de ter funcionários para descontar a sua ira).

Mas como eu digo a minha amiga telecomunicativa: acho que não passo de uma covarde de 43 anos que passou do tempo de jogar a toalha e que por isso mereço me enrolar nela e ficar no canto, esperando a tempestade passar...

Agora, se não posso dizer tudo que penso, gostaria ou desejo, sobrou para alguém ler...

Obrigada por me deixar desabafar!

Cadê a tal da bonança, quando ela chega?

Hoje estou precisando de abraços...

P.S.: Vale aqui a citação que li no blog da
"A Monga e Executiva":

"Minhas amigas são incríveis: A diferença entre amigo e colega de trabalho é que o amigo, por conhecer cada dobra da nossa vida e do nosso perfil, jamais se aventuraria a ser nosso colega, 10h por dia, de segunda à sexta. Fato."

Um comentário:

Biah disse...

Posso comentar apenas 'Sei bem como é isso!!!!!!' ?!?!?!?!?

E aaaaaah, sinta nesse momento em um abraço de urso (não o Polar, pq minha cor não permite!!! rs)