7 de março de 2009

Abraça-me



Manhã chuvosa, mas não sinto-me melancólica.
Agradeço por esse céu cinza e chão úmido.
Ela é benvinda e esperada.

Acordo uma deliciosa sensação de nostalgia e uma saudade de você...
Complicado, mas eu tentarei descrever o que é essa sensação:

Acordei pensando em você...
É... fecho os olhos e vejo a sua imagem e me vejo enroscada, abraçada em você.
Com a cabeça no seu peito, sentindo o seu cheiro.
Protegida pelos seus braços que me enlaçam.
Como eu gostaria que estivesse aqui nesse momento: abraçado a mim..

Amo um abraço!
Já sei, vai me dizer que tem coisas melhores:
- Beijos, carinho, aquela carícia, o contato da pele, o beijo na orelha, na nuca... e até o sexo no seu ato total.
Mas é tudo uma questão de momento, não?

Abraço você não precisa olhar para os lados, tomar cuidado com as pessoas a sua volta, achar o lugar e o momento.
Você abre os braços, recebe e dá!
Não falo de abraço de "tapinha nas costas" , mas abraço silencioso apertado, encaixado...

São tantos abraços:
Abraço de saudade por estar perto e não querer deixar ir;
Abraço de amizade só para demonstrar como você é importante para mim;
Abraço de conforto, pois estou aqui por você;
Abraço de alegria por te reencontrar;
Abraço de amor porque você é parte de mim e eu me fundo em você nesse contato;
Abraço de despedida... ah! Daqueles que te umidecem os olhos marcando que um tempo muito longo começa ali até o próximo abraço...

Entende?
Talvez seja complicado, mas para mim é tão simples, me sinto muito à vontade nesse contato...
Já sei! Você já está achando que ando com uma plaquinha escrito: "Abraços grátis!" ou "Hugs free!"
Não, ainda não preciso disso!
Posso e abraço as pessoas mais queridas a minha volta.
Abraço cada um dos filhos, abraço a amiga querida pela manhã e abraço alguma outra pessoa ao longo do dia, por motivo e no momento específico, já que sempre alguém precisa dele (do abraço).

Mas eu estou pensando e sentindo falta é do seu abraço...
Do seu mesmo, sabe?
É ele que eu queria agora, daqui a pouco ou mais tarde...
Mas você está tão longe, não é?
Vem ficar comigo, vem?
Que hoje eu estou assim: pensando em você, querendo você nesse abraço sem hora para soltar...
Só porque está chovendo e abraçar assim é mais gostoso.
Vem?!

Te espero!

2 comentários:

Sônia Regina L Pestana disse...

Concordo com vc, será que sou vampira de energia? Porque dizem que quando abraçamos alguém estamos trocando energias...Então que seja boa, que seja sempre esse contato gostoso do querer bem
beijos...

NancY disse...

Amiga Sonia!

Que prazer ter voce por aqui!
Não necessariamente voce suga a energia de outra pessoa...
Voce pode transmitir, trocar, acrescentar, mas... tem gente que nem precisa abraçar para sugar a energia do outro, basta estar no mesmo ambiente, basta pensar... verdadeiros vampiros!
Mas para tudo há um jeito, basta proteger-se (nada de alho ou água benta).

Mas esse abraço que falo é o do bem, de querer bem, do aconchego, carinho, proteção, aquela coisa gostosa... que não tem hora, nem lugar para acontecer...

Sinta-se abraçada querida!